16.1.12

Tá foda!


Meus sentimentos oscilam a cada instante e eu estou me perdendo cada vez mais. Ninguém nunca vai entender a necessidade que o meu corpo inteiro tem em escrever, mas por incrível que pareça só escrever não tem me trazido conforto algum e logo isto, que é a coisa que eu mais amo na minha vida. Cada dia é uma emoção diferente. Um dia eu acordo feliz, outro triste, outro descolada, outro com raiva e assim vai indo mas verdade mesmo é que meus dias estão se tornando cada vez mais insuportáveis.

O que me deixa triste não é o que as pessoas fazem, mas a maneira como elas fazem. Eu sei que eu também erro, não fico atrás não, mas o que me deixa mais intrigada é que se eu erro é como se fosse o fim do mundo. Eu posso aceitar o erro dos outros e compreender, mas ninguém pode fazer isso por mim? É isso mesmo? Eu dou inúmeras chances para as pessoas, para provarem que elas mereceram aquela chance, mas se eu dou um deslize... Puf! GAME OVER pra você! Eu sinto como se eu não pudesse errar. Embora eu seja perfeccionista, eu não chego nem perto de ser perfeita. Quantas vezes eu terei que repetir que pessoas certinhas também erram? Poxa, eu sou humana embora eu desejasse muito ser robótica.

Eu não quero reclamar de nada. Isso está sendo só um desabafo. Mesmo que escrever não esteja ajudando muito, ainda é a única maneira de me afastar dos meus fantasmas. Eu escreverei sobre os meus sentimentos quantas vezes for necessário porque eu preciso me salvar de alguma forma. Sinceramente, fingir que está tudo bem não está funcionando. Eu juro que estou tentando sair dessa fossa, mas tá difícil. Tento me convencer que “vai passar, vai passar”, mas o desejo que isso passe logo é tão grande que provoca desespero. Dá vontade de descobrir uma cura imediata pra esses tipos de dor. Mas como é que pode curar as dores de um coração? Nada me tira essa agonia e o que eu tenho mais feito é dormir. Eu suplico a Deus pra que isso amenize logo. Estou tentando me levantar, mas ainda estou fraca. Todos me perguntam: “ Anna, o que está acontecendo? Eu nunca te vi assim! Eu não agüento mais te ver assim.”  Eu fico sem resposta, porque eu também nunca me vi assim.

Tá foda! Não tem outra expressão mais traduzida do que essa para o momento que estou passando. Tá muito foda! Eu quase não tenho me alimentado, meu olhar está carregado de tristeza e eu não vejo mais graça em muitas coisas. A vida se tornou meio chata, as pessoas se tornaram meio chatas e eu continuo sendo uma idiota. Eu sinto como se estivesse morrendo. É meio forte, um tanto dramático dizer isso mas é uma dor tão avassaladora que parece que te mata um pouquinho mais a cada minuto. Se o gênio da lampada mágica aparecesse, os meus pedidos seriam: " Me dá outro coração. Me dá outro coração. Me dá outro coração."

Anna Carolina Morato.

2 comentários:

Gabriela Ribeiro disse...

A maior verdade é que não importa o quão difícil é o momento, você é forte o bastante pra superar! A unica dor irreparável é a da morte e ela se acalma com o tempo. Esse é seu momento de aprender... E mudar o que for preciso. Hora de amadurecer ainda mais. E Anninha, você consegue!

Amanda Oliveira disse...

Anna Cabeça erguida , bola pra frente e bora ser feliz