27.7.10

Marcas.

Definitivamente, isso acabou comigo!Procurei ser forte a todo momento, e consegui.Eu só não consegui explicar para ninguém aquilo que senti, palavras me faltavam. Preferi me quietar e não demonstrar o que realmente se passava. Eu me sentia como se você tivesse me empurrado no chão e a dor pelo tombo foi tão intensa que eu não conseguia me levantar, fiquei ali tentando entender o porque disso tudo,de novo e de novo.Não é a primeira vez que você faz isso . Só que dessa vez, eu não imaginava, não esperava que seria assim, de forma tão cruel e desumana. Como você ousa? Porque você faz isso? Porque me fere dessa forma ? Não sabe que essa sua atitude me destruiu? Agora, eu tento fechar a ferida que você abriu em meu coração ao lançar o seu punhal sobre as minhas costas. Tento me recompor de alguma forma, por algum motivo. Hoje, eu tento descrever o que senti naquele dia. A dor, a tristeza era tão grande que escrever não era o suficiente. Digo a você que está perdoado, mas mesmo assim a marca do que você fez continua aqui.

25.7.10

Férias.


Muito estudo, pressão e um pouco de descanso... Férias.
Irmandade: Ana Caroline de Oliveira.
Comemoração, brigas, gritos, tristeza.
Desequilibrio emocional.
Vontade de sumir.
Simpósio de história, certificado nas mãos.
Lanche natural, motivação.
Aniversário, pizzaria, bolo de chocolate, trufas.
Bruna emburrada.
Terás ruins todas as tardes, gargalhadas.
Conversas, deduções, confidências.
Tiradas, sarcasmo, cinismo, companheirismo.
Tapas,entendimento.
Flávio chato.
Cinema, Santa Marta,Marquez, Lanche.
Galera.
ex - paixão.
Reencontrar,descaso, dizer não.
Andar sem rumo, desabafar.
Aquarius de uva, academia, Maria Isabella.
Feirinha, bolo dois amores e pastel de frango catupiry.
Quebra do regime.
Pipoca e comédia romântica.
Pirulito big big, trident de freshmint.
Saudade de alguém.
Presença, olhares, lembranças.
Convivência e apego.
Baile de formatura, diversão.
Banda metrô, sorvete de crocker.
Musicas e Ana flávia.
Dança e Monique.
Animais de estimação.
DEUS!
Fazer as pazes , perdão.
Descoberta, novos amigos.
Jogo de interesse,sacanagem,bravura.
Filme interminado.
Blog,twitter, orkut, msn.
Esmaltes, chá de pessêgo.
Madrugada, telefonemas.
Almoço em família, pescaria.
Desejo, nostalgia.
Vontade de chorar.
Uma despedida.
Daqui a um mês.
Retornar a escola,
e Fim das Férias.

20.7.10

Seu nome é, nostalgia :*

Vocês não entendem! Eu sei , eu sei ... já desconfiava que isso aconteceria. Perco tempo tentando explicar, justificar e vocês ainda continuam não entendendo absolutamente nada. Também, quem pode entender o que aconteceu entre eu e você? As vezes, até eu me perco nesse labirinto. Nós dois sempre fomos um caso delicado a se tratar e ainda é. Hoje, eu escuto aquela musica que sempre me lembrava você .(In)Felizmente, cada um tomou rumos diferentes. Não vou mentir, as vezes me pego pensando em como seria se nós tivessemos uma segunda chance, mas já tivemos tantas não é mesmo? E todas foram desperdiçadas. E apesar da maneira como estamos, eu não posso negar que você marcou. Aprendi e cresci em todo aquele tempo.Precisei assumir meus erros e até mesmo, me arrepender. Talvez agora eu tenha maturidade o suficiente para aceitar as coisas como estão. Só peço que não me entenda mal se eu não querer admitir que você ainda mexe comigo, que ainda penso em você e que mesmo pensando, mesmo não admitindo, acho que não tenho mais coragem de voltar atrás. Faço de você agora, só a minha eterna nostalgia e nada mais!

tudo bem se não deu certo,eu achei que nós chegamos tão perto,mas agora com certeza eu enxergo que no fim eu amei por nós dois ♫ ♪


"preferi não colocar a musica que realmente me lembra, porque não quero ser mais explicita do que já estou sendo"

17.7.10

vou te contar que ...


Tento fugir, ignoro, finjo que não é comigo.Penso que não preciso conversar sobre isso. Acredito que não está me afetando e que vai ficar tudo, tudo muito bem! E isso é onde eu erro, onde eu me confundo e onde machuca de certa forma.Na maioria das vezes, eu tenho preferido desviar o assunto, nada de aprofundamentos. Só que tem certas coisas que não tem como fugir, não tem como pedir para parar. Tem certas coisas que vem do coração, ninguém o controla ou controla?
Prefiro não pensar, choro quando sinto vontade porque eu não sei o que fazer. O silêncio tem me incomodado, e logo eu? Sempre me dei tão bem com o silêncio, sempre foi o meu melhor conselho ,e agora? Agora é que não é nada. Sabe, tem vez que me sinto tão , mais tão forte e outras que me sinto tão frágil, tão fraca. E a minha única força, meu único consolo, minha única solução tem sido Deus. Ninguém tem me consolado a não ser Ele. E apesar de tudo, eu ainda consigo sorrir um pouco, consigo dizer que estou bem mesmo com um coração doente, mesmo com um olhar triste. Eu tenho que agir assim!Preciso acreditar que ainda não acabou e que tudo vai ficar bem quando tiver que ficar. Não importa o tempo e a dor, uma hora vai ter que acabar! :D

13.7.10

Ultimo ato!

ela: Por favor espera, eu queria te dizer que...
ele: o que quer me dizer dessa vez?
ela: tudo bem, não é nada de importante. Pode ir.
ele: você é louca!
ela: Não, não tenho culpa se o seu coração é como pedra.
ele: como pode dizer isso?
ela: Porque você me trata dessa forma.
ele:Qual forma?
ela: a forma bruta e indelicada como sempre me tratou!
ele: Não é bem assim,você não entende.
ela: É assim sim. E eu realmente não te entendo.
ele: Eu te amo!
ela: como ?
ele: Foi o que ouviu, eu te amo.
ela: Porque nunca me disse antes? porque me trata assim?
ele: Porque eu não queria que você percebesse.
ela: tudo bem.
ele: Você não vai me dizer nada?
ela: Não, não tenho o que dizer.
ele: Pensei que iria dizer que também me ama!
ela: Não, você se enganou..
ele: Talvez quem está se enganando, é você!

E realmente ela queria dizer eu te amo mas o seu orgulho a proibiu mais uma vez ...

8.7.10

Resgate ;

Talvez eu precise de um pouco de ... um pouco de ar puro ! Não consigo entender algumas coisas que deixam a minha mente a mil. Não admito que eu não consigo enxergar nenhum olhar diferente, apenas repetições. Não aceito o porque certas coisas não mudam mesmo sendo necessário. E agora, eu queria saber o porque estou escrevendo tudo isso. Os meus motivos talvez não justifiquem, ou talvez estas coisas não exijam uma explicação. Pode ser que sim ou não. A maneira como preferir. Confesso que não irá me surpreender de forma alguma. Não preciso de surpresas.Talvez, eu precise de um simples resgate. Resgate do meu olhar, do meu pensamento, da minha inspiração, da minha atenção. Faça o que quiser, apenas me apresente algo que me faça suspirar novamente!

6.7.10

fica assim, perto de mim.

Já tinha um pensamento sobre o que fazeria logo mais a noite, mas ainda continuava indecisa.Passou o dia inteiro sem saber se deveria ir e com que roupa deveria ir. Embora não fosse nenhuma ocasião especial , ela tinha que estar linda.Ela precisava disso, dizia para si mesma. Quando estava perto da hora combinada, decidiu-se. Abriu guarda-roupa, gavetas e foi em busca de uma roupa que a deixasse elegante. Escolheu , escolheu e acabou colocando aquela blusa azul- claro que amava usar e que sem duvidas, deixava- a maravilhosa. Sua mãe a viu e disse que estava linda embora tivesse que se trocar pois fazia frio lá fora. Indignada ela trocou." Não está frio, eu não estou com frio ", dizia ela um pouco irritada. Teve que se conformar e colocou sua túnica.
"Pronto, essa mesma! Estou ótima", pensava consigo mesma enquanto arrumava alguns detalhes finais. Seu pai levou-a enquanto ela fazia as ligações para suas amigas. Chegou um pouco atrasada,mas suas amigas entenderam o motivo. Cumprimentaram-se e entraram. Encontraram a galera e ficaram por ali mesmo. Ela estava um pouco inquieta,observava todos que passavam na sua frente e quando resolveu olhar pro lado, assustou!
" Ele aqui, mas como assim? o que ele faz aqui? será que irá me comprimentar? ",isso era tudo que conseguia pensar.
Se arrumou um pouco ,não esperou que ele a comprimentasse e já foi logo gritando : hei !
Ele foi de encontro e a comprimentou com um beijo no rosto , um abraço, e saiu.Disse que precisava encontrar os amigos.
" Tudo bem, vai lá ", foi o que conseguiu responder com um meio-sorriso.
Aquilo a deixara toda desconcertada, não esperava aquela reação!
Pensava que ele daria um pouco mais de atenção pelo fato de nunca se encontrarem.
Mas NÃÃÃO! Ele não deu nenhuma dose de atenção como de costume.Começou a se lembrar da maneira como ele a tratava e como ela sempre o tratou. Não pode controlar, nem queria entender mas agora era ela que queria dar a devida atenção embora ele a ignorasse, talvez nem se importasse mais...

- É só um conto, ou não :D

4.7.10

Fim do jogo!

Agora sim me parece ser o momento certo! Agora eu tenho a total certeza de que acabou. Sim, acabou. Por quanto tempo me enganei dizendo ter acabado quando na verdade só estava começando.Quantas vezes dizia " Adeus" quando tudo que eu realmente estava querendo dizer era " Até breve, te vejo logo mais em minha vida".Quantas ilusões, quantas expectativas, quantos sonhos de algo que nunca existiu e que eu sempre soube que não iria existir.É, realmente foi preciso.Eu tinha que aprender de alguma forma. Uma forma errada e incerta,talvez. E por mais dificil que fosse pra mim aceitar, eu aceitei o fim.Eu não queria te arrancar de mim, por mais machucada que estivesse.Mas Deus te pediu, e por mais que a dor por tirar você de mim fosse forte demais para suportar, eu já não aguentava mais. Foi quando eu disse : Leva Deus. E assim, Deus te levou. A dor cessou, e a minha alegria voltou.Me sinto leve, mais limpa sem você aqui dentro. Escrevo agora só para me despedir por inteiro. Eu declaro o fim desse jogo de amor!
'Adeus para nunca mais :*