22.8.10

À flor da pele!

Meus sentimentos estão prestes a explodir como uma bomba-relógio.As vezes sinto medo, as vezes acho preciso mas não quero. Seria melhor se eu pudesse desativar tudo de uma hora para outra, só que a realidade é bem diferente do que parece.Estou aprendendo a lidar com tudo isso.O que mais posso fazer?Continuo com minhas velhas perguntas sobre coisas que não consigo entender agora... um dia quem sabe.Sinto-me um pouco confusa e estranha.Talvez seja só uma dose de "amadurecimento". Até as coisas voltar ao normal, vai levar alguns dias.Tento me fortalecer e encontrar uma maneira de me esvaziar.Vou levando, com um empurrão ali e outro tropeção aqui.Algumas palavras perdem seus significados ,eu começo a enxergar com outro ponto de vista e todas as coisas que eram consideradas importantes vão se tornando insignificantes por algum motivo qualquer :B

14.8.10

- Um erro assim, tão vulgar !


* o que você está fazendo? porque que está fazendo assim?*

Mais uma vez foi obrigada a sentir a dor de um punhal nas suas costas e sem reação,não consegue dizer o que sente a ninguém, nem a si mesma.O que resta é lutar contra seus próprios sentimentos.Não vê outra saída, não por enquanto.Incabulada, tenta achar uma razão do porque jogam a culpa em alguém quando não se tem a quem culpar. Acha tudo um erro que deve ser concertado,mas não por ela e sim por quem o cometeu. Ter um coração com alguns esparadrapos não é tão ruim quanto se parece, estes só representam aquilo que ela já sofreu e teve que aprende embora ainda não conseguisse assimilar a ideia de que " criar expectativas " nunca é o melhor a se fazer. Agora sabe muito bem com quem está lidando, aos poucos vai conhecendo o chão onde pisa. "Bom saber" - é o que sempre pensa. Confessa que é um assunto desagradável,que ainda causa desconforto. Sua lágrimas preferem não cair já que isso que aconteceu não é nenhuma novidade. Sente muito por você, apenas isso. Ainda tem suas perguntas sem respostas.Não deixará de sorrir , nem mesmo quando a dor for intensa. A vida não vai parar e ela precisa mudar alguns aspectos que diz ser necessário para o seu próprio bem!

12.8.10

:/

Eu quero falar tudo o que estou sentindo, tudo o que já senti . Quero dizer o quanto doí, o quanto é ruim. O meu silêncio não está mais me favorecendo,eu já não suporto mais esse nó na garganta.

10.8.10

tarde de domingo.

O azul-celeste do céu. O sol todo irradiante. O vento tirando minhas mechas de cabelo do lugar. É disso que eu gosto. Não preciso de muito para me impressionar.Alias , eu só preciso das coisas mais simples e eu acho que a natureza é uma das melhores criações de Deus. O seu contraste de cores é um espetáculo. Tudo é tão belo e tão admirável. Quanto mais eu a visito, mais encantada eu fico. E de pensar que hoje essa belezura está se tornando uma raridade... bem,eu tento aproveitar o máximo que posso. Aquela tarde de domingo foi deliciosa. Jogar volêi na beira do rio gerou alguns hematomas, a minha pescaria falhou e eu tive que aguentar o meu primo novo me chamando de qualquer outro nome , menos de Anna. Pensei quase a tarde inteira no seu olhar. Busquei lembranças, ri comigo mesma, tentei me bronzear e ainda descobri que morro de medo de ficar sozinha dentro do rio.Recuperei minhas energias,tranquilizei meu coração ,consegui estabilizar os meus pensamentos e ainda pude desfrutar do brilho das estrelas à luz da lua.

Foto : eu pescando :B (das antigas)

4.8.10

para você, meu amigo.


Oi, como vai você ?
Desculpe - me a demora à escrever, mas confesso que foi por orgulho. Assim como você, só que a diferença entre eu e você é que eu consigo quebra-lo as vezes. Não vou ocupar muito o seu tempo que deve ser muito mais construtivo estar fazendo outra coisa do que estar lendo o que tenho a te dizer, mas tudo bem. Serei mais breve possível. Primeiramente, aconteceu alguma coisa? Você não me ligou mais, não mandou noticias e nem sequer conversa mais comigo. Suas atitudes tem me intrigado e me deixado duvidas quanto a respeito. A culpa tem sido minha? Se for, me diga! Estou um pouco perdida, já não sei mais o que se passa. Você certamente sabe o quanto é importante na minha vida, e eu preciso ter você sempre por perto mas quanto a você... bem, deixa pra lá, falamos disso uma outra hora. A razão de estar escrevendo é por não aguentar mais ficar longe de você, ou melhor, você longe de mim. Ainda somos amigos, não somos? Bem, eu espero que sim!
Sabe, as vezes eu queria saber de você tudo aquilo que eu não sei , só que você nunca me diz nada, tudo que sabe fazer é desviar e ainda acha que está tudo bem. É, estaria sim se você não estivesse com toda essa indiferença. Eu não sei se essa minha tentativa irá funcionar, mas as minhas intenções foram as melhores possiveis.Não sabe o quanto está sendo dificil aprender a conviver com a sua ausência.O que quero dizer é que eu sinto sua falta e apesar de tudo, eu só não queria que nosso laço se arrebentasse.
Agora, você certamente está lendo minhas ultimas palavras que não seria nada mais digno do que dizer que eu te amo muito e não quero te perder , meu querido amigo! ♥

Faça o que quiser, esta carta era o que eu queria dizer, apenas não se esqueça de nada dito.

3.8.10

Desagrado !


Ela sabe que é faz tudo errado! Que nunca sabe o que quer, que a sua indecisão mora sempre ao lado. Sabe o tanto que é confusa e complicada de se entender. As vezes se perde dentro dela mesmo , por mais conhecimento que tenha de si. Muitas vezes ela fica triste e chora porque apesar das suas atitudes, ela precisa só de alguém que te entende nem que seja só um pouquinho. Só isso basta. É tão difícil para ela quanto para quem conhece. Você sabe, o que ela é mais odeia é quando decidem por ela, por mais indecisa que seja. A decisão sempre vai ser sua. Ninguém tem esse direito, nunca vai ter. Ela diz estar bem assim, na maneira como está. Não precisa de mais, muito menos do que querem propor a ela. Incrível é que não se contentam,querem palpitar e impor ! Desagradáveis e inconvenientes, ela prefere nomeá-los assim para não dizer uma palavra mais sórdida. :D

2.8.10

Ele&Ela


Ela diz que sente sua falta, ele não responde suas mensagens.
Ele diz que a ama sempre que a encontra, ela apenas sorri.
Ela quer conversar, ele diz que está na sua hora.
Ele quer brincar, ela é séria.
Ela o abraça, ele a abraça mais ainda.
Ele sussura em seu ouvido, ela acha ele um bobo.
Ela é o olhar, ele é o sorriso.
Ele é a paixão, ela é o amor.
Ela é a amizade, ele é o companheirismo.
Ele é o silêncio, ela é o barulho.
Ela é o doce, ele é o amargo.
Ele é a razão, ela é a emoção.
Ela odeia insistências, ele é teimoso.
Ele a acostuma mal, ela é manhosa.
Ela não vive sem ele, ele pede para ela nunca o abandonar.
Ele pertence a ela, ela pertence a ele ! ♥