23.5.11

Self Love!

Ah! Eu me sinto bem - mas quando eu digo bem, quero dizer - bem comigo mesma. Meu coração samba com esse excesso de alegria no ar. Me sinto mais tranquila, mais leve. Minha auto - estima subiu ao pódio em primeiro lugar. Dedicar 23 horas do meu dia para mim mesma, é bom demais. Todos esses cuidados especiais me proporciona o sentimento de pura satisfação. E, pensando bem, quer saber? Não amar ninguém e muito menos se interessar por alguém, agora, é tudo o que  preciso, e claro, tudo o que  tenho. Assim, eu só penso em duas palavras, "bem-estar". Eu tenho que estar bem comigo, para todo o resto harmonizar-se também. É assim que eu vou vivendo, mudando algo aqui, concertando algo acolá. E tudo isso é aquilo que eu chamo de "Self Love".

/ caderno de rascunhos  22/05/11

17.5.11

Eu quero você, amor.


Eu quero é ter um codinome ao acordar e ao adormecer. Uma desculpa para o palpitar do meu coração e, uma razão para voltar a escrever poesias e compor estrofes de amor. Eu não quero só "uma" química, eu quero "A" química perfeita. Quero alguém capaz de quebrar toda a regra do romance e me mandar rosas azuis, ao invés de vermelhas. Quero um ladrão que além de roubar o meu coração, consiga desativar a senha de acesso dele. Quero discussões e defeitos, para os meus querer não ganhar o prêmio utopia. E, para finalizar, eu quero te encontrar porque assim que os seus olhos cruzarem com os meus, eu vou sentir que é VOCÊ, o meu amor pra vida inteira.

/ caderno de rascunhos 15/05/11