22.12.09

eu sinto muito , querido !

Eu nunca fui a melhor pessoa para se falar de sentimentos, eu sempre prefiro escreve-los. Parece mais fácil, parece mais confortável. E desde então eu só escrevo sobre você. E por mais que as vezes eu sinta vontade de dizer algo, não sai nada e mesmo eu já esteja cansada de só escrever , eu ainda continuo escrevendo porque essa é a minha única saída. você não me ouviria, ouviria? Talvez até ouvisse, mas nem daria muito ouvidos porque você se cansaria de ouvir tudo o que eu tenho a dizer e por ter passado tanto tempo escrevendo, talvez nem tenha muito o que dizer, ou talvez eu já não tenha mais nada a dizer. É, é isso ! Acho que não restou mais nada, nada que poderia ser dito. Eu fui capaz de acabar com tudo apenas com porções de textos, sem que ninguém soubesse. Foram se rascunhos, folhas perdidas, algumas queimadas e outras até mesmo rasgadas. Tudo foi se perdendo aos poucos, até o dia em que só restasse uma única frase: eu sinto muito !

6 comentários:

' isaa ♥ disse...

lindo o texto !
realmente escrever sentimentos é mais fácil.
beijos !

Mariana Andrade. disse...

não sinta,
preocupe-se um pouco mais com você mesma, que já é hora.

Rodrigo disse...

Meu seu blog é espetacular show, not°10 desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog
Um grande abraço e tudo de bom
http://maximumforma.blogspot.com/

~*rafasonehara disse...

Anninhaa ta tdo bem com vc??
eu sou uma amiga relapsa eu seii :/
aquilo foi um terrivel mal entendido que aconteceu
e que eu te conto qualquer dia desses..
mais eu já to beeem melhor!!
Beijooos

Myÿ h disse...

Escrever sobre sentimentos parece mesmo mais facil as vezes, acho que porque podemos colocar lágrimas e risos na ponta do lápis e na face da folha, ao invés de colocar no rosto... porque as vezes risos e lágrimas podem ser indesejados! :x

:*

Mel Almeida disse...

Sentimento é algo realmente
complicado!
Assim como as palavras,
podem te levar ao céu ou ao inferno
em instantes.
Quanto ao "sinto muito"... Será
que deve sentir mesmo?
Às vezes nos martirizamos por
culpas que não se nossas de fato...
Se cuida!

Ótimo texto!

;**