18.1.10

sobre coisas e mais coisas ;

/ Todos os dias é dia de aprender ! A gente sempre aprende uma coisa ali, outra lá.Um tapa na cara aqui, uma surra lá . Um desapontamento aqui, um constrangimento lá e por ai segue a sentença. E todas essas coisas desagradáveis de um dia faz com que cresçamos, de alguma forma e em algum aspecto ! Faz com que mudamos, deixa nos mais esperto, menos idiota ! Faz com que ficamos mais atentos a tudo. E principalmente com coisas que achamos que são mais que suficiente, só que nunca são. Faz com que deixemos de acreditar e esperar tanto das pessoas.Coisas essas que eu falo, são aquelas que mais magoa, as que mais doí. São essas que fazem com que a gente caia pra realidade fazendo perceber que nada é como aparenta ser ! ;)

6 comentários:

ERICK MOURA disse...

é assim mesmo, mas com um tapa aqui, um tapa ali, agente aprende.
os dias vao passando e voce vai aprendendo a saber a "q" dar valor.

gostei do texto.


-acho que voce ja foi no meu blg, eu tinha parado, mas estou de volta, to te seguindo.
bj

ERICK MOURA

Larissa Fernanda disse...

aniinha , obg pelas visitas no blog . e realmente as feridas que mais doi sao aquelas vinda das pessoas nao esperadas . mas como nao se iludir com as pessoas ? o importante é saber lidar com esses sofrimentos .
beiijos .

Juju disse...

Não é que as coisas não sejam o que aparentam ser, mas sim, que as coisas não são como realmente queremos que sejam!

Beijujubas

Larissa disse...

Temos o costume de nos aproximarmos das pessoas pelos jeitos cativantes que elas demonstram, mas na primeira oportunidade, elas nos pregam uma peça.
É difícil aprender a não confiar tão rapidamente. É um dom que temos. É melhor nos sentimor privilegiadas por sermos assim do que ficarmos sofrendo por quem não vale a pena.
Se cuida amiga, :*

Ale Sbano disse...

Sou o tipo de pessoa que confia até que algo aconteça,e normalmente sou tão crédula nas pessoas que o tombo sempre é maior.
Passei recentemente por isso,ser magoada por alguém em quem confiava,e gostava..
Mas depois de uma longa briga,e de muitas coisas ''jogadas na cara'' eu pude seguir,com a certeza de que apreendi a confiar menos,esperar menos dos outros,e ser menos entregue as minhas emoções...
Adorei o texto,me identifiquei!

ERICK MOURA disse...

oxe, vim perceber agora...
confundi teu blog com de outra pessoa.
ja visito o teu a um tempo kkkk
e tu visita o meu tmb.
bj