21.12.10

Desamor!

Eu sempre fui ligada ao amor, mas agora eu resolvi deixa-lo de lado. Sempre acreditei que o amor era como nos contos de fadas, que eu seria uma princesa linda e que o meu príncipe chegaria num cavalo branco. Sempre sonhadora, cheia de planos e tudo mais. Só que aconteceu que eu cresci e comecei a pensar : cavalo, princesa, príncipe? Isso não existe! Fruto de uma doce e cruel imaginação apenas, rs. Agora eu não estou amando ninguém e também não consigo me interessar por ninguém. Vejo olhares convidativos, vozes docéis, sorrisos encantadores, abraços confortantes, gestos delicados mas nada disso desperta um sentimento qualquer que seja. E daí eu fico me perguntando com o que aconteceu com a donzela apaixonada. Cadê todo o amor?  Eu perdi o meu coração num lugar e agora, ele só bate para me manter viva. Minha inspiração não é mais a mesma com esse desamor e eu até poderia escrever textos apaixonados e deslumbrantes mas ficariam todos vagos e imprecisos porque seria apenas uma simulação da minha mente e não uma verdade do meu coração. Prefiro não me torturar assim. Acredito que quando não estamos amando alguém, é o intervalo que temos para cuidar de nós mesmas e de fato, eu estou cuidando muito bem. Me sinto mais feliz, mais animada, mais alto-astral, mais tudo. Só que falta, falta o amor. É estranho quando nossos corações estão adormecidos, você percebe o quanto um coração apaixonado deixa as pessoas retardadas, bobas e idiotas.  E as vezes dá vontade de mandar todo mundo calar a boca quando começam a dizer que está loucamente apaixonado (a) por aquele (a) garoto (a). É irônico o jeito como me tornei frívola a esse sentimento.De repente, eu paro de me importar com o amor . . .

2 comentários:

Monnie Lobo disse...

Concordo 100% com tudo aí ;
Verdade que as pessoas ficam bobas quando estão apaixonadas,
e tão bom cuidar de si mesma, se dar um tempo, em vez de "viver pra fulaninho"
Ótimo post ;*

Pamela Kenne disse...

Estou passando por esse momento de "desamor" e um pouco de "solidão" também. Tenho ignorado qualquer relação que poderia existir, tenho passado muito tempo apenas comigo mesma e isso tudo é muito bom. É bom estar apaixonado e tudo mais. Mas nós temos que saber ser felizes sozinhos, para então sermos verdadeiramente felizes quando acompanhados.