27.4.12

O bom de ter amigo homens.


Se por trás de todo homem existe uma grande mulher, por trás de toda mulher existe vários homens. Mulher sabe ser masculina e conviver mais com homens do que com mulheres, torna essa caracteristica ainda mais acirrada.  Mulher tem amigas ótimas e amigos maravilhosos. Amigo homem liga a hora que quer, manda mensagem, te derrotam no Xbox, te vêem chorar, dá chocolate se você pedir, te bate sem ser nomeado de covarde, escuta seus lamentos as 4:30 da manhã e não somem. Dão atenção, carinho, amor, abraço e o mais legal: informações. Um amigo homem  te livra das garras de um canalha e não te deixam, por nada nesse mundo.

Eles podem ter todos os defeitos do mundo, mas sabem ser sinceros. Não vão te enganar se o cara que você está saindo é um tremendo de um idiota, muito menos  te confortar com desculpinhas. Homens não são como  as mulheres, que se iludem com todo e qualquer detalhe e se amarram em mentirinhas só pra não ter que encarar a realidade: Ele não está afim de você ou ele está te enrolando ou ele só quer te... É triste e machuca, mas homem é homem.

Eles falam na linguagem nua e crua. Explicam os sinais, narram os próximos  passos de um imbecil e por mais que você queira se iludir, sempre tem aquele amigo pra te lembrar que você está fazendo isso errado. Então, sem perceber, uma mulher vai começando a perder a essência do romantismo. Sem perceber, ela vai se tornando fria e indiferente. E é assim, que uma mulher aprende a ser mais racional e menos emocional. Quando entra no mundo masculino e percebe que na história da chapeuzinho vermelho o personagem principal é o lobo mau.

Mulheres que participam do "mundo dos homens", criam suas armaduras. Vão aprendendo a lidar com as circustâncias, vão aprendendo a jogar. Homens pra conquistar mulheres que possui um exército te protegendo, tem que ser bom no que faz. Apenas isso. É que ter muitos amigos homens, às vezes, faz uma mulher se sentir um também, exceto se não fosse um útero que sangra por sete dias no mês, exceto se não fossem portadoras de um sentimentalismo frenético baseado em contos de fadas.

Anna Carolina Morato.

Nenhum comentário: