14.8.11

Lembranças.

Sábado a noite, eu e uma enorme nostalgia. Comecei a ouvir musicas que marcaram uma história, nossa história. Reli textos antigos e conversas gravadas, revi fotos já quase esquecidas... e então, as lembranças foram se achegando pouco a pouco e de repente, invadiram todo o espaço do meu ser. Agora eu me pergunto, que época foi aquela? Eu nem sabia o era viver ainda, mas estava vivendo. Hoje eu estou aqui, olhando pra trás e lembrando o quanto era bom, hoje sim eu reconheço o quanto era bom. Intenso. Inédito. Tudo guardado aqui, na  memória. Quantas pessoas maravilhosas já passaram e ainda continuam na minha vida e que eu sei, se não fossem elas, eu não estaria aqui, escrevendo sobre. As lágrimas descem pela minha face, mas não é por tristeza. É por saudade. Se eu pudesse viver tudo novamente, AH! se eu pudesse. Sorrio levemente, porque foi engraçado. É engraçado lembrar. E de pensar que um dia eu iria rir disso tudo... É, a vida é mesmo muito insana. Sofria feito uma condenada com minhas paixões platônicas. Berrava de dor com a traição de amigos, pelo menos naquela época, eu chamava de amigos e olha que nem sabia o que essa palavra significava... Que surra de aprendizado, mas pelo menos, tudo foi válido. Tudo. Até mesmo as coisas que eu rotulava ser em vão. Nada é em vão. Se foi ontem, hoje não é, amanhã faz todo o sentido. Completa o quebra - cabeça, caracteriza o personagem, enriquece a história. E que história, ual!  É uma delicia lembrar do meu passado com um baita sorriso no rosto. Eu digo que aproveitei e aproveitei muito cada instante vivido e  tem certos detalhes, que  lembro - me como se fossem ontem... É! Valeu a pena, e não tem nem como eu dizer que não *-*

Anna Carolina Moratto.  

2 comentários:

Amanda Oliveira disse...

Lindo Anna amei

Hugo de Oliveira disse...

Hum,,.legal.

abraços