28.8.11

Demais.

Minha personalidade solícita não é na medida certa. Me dou demais, me disponho demais, me responsabilizo demais, me envolvo demais. Esse meu "demais", meio que estraga. Erro achando que estou fazendo o certo, ou quem sabe seja o meu certo que é errado. Esquece, eu não quero entender essa parte. Isso é fato: Eu só me odeio por ter um coração tão bom quando me ferem. Seria menos doloroso se eu aprendesse a ser amarga, muito amarga. Amarga mesmo, de repugnar. Maaaaas não! Eu não aprendo e não importa quantas vezes eu digo que sou insensível, se alguém  pede por ajuda... eu não viro as costas, não boto pra correr. "Vem cá, dá- me um abraço. Deixa comigo que eu resolvo. " Eu e a minha mania de querer saber o que fazer, quando não tem nada que possa ser feito. A minha intenção é ajudar, apenas! Eu quero que tudo acabe bem, é querer muito? Não acho que seja, nenhum pouco. Porém, a vida é mesmo muito gozada e de uma coisa eu me incabulo: É mais fácil ir contra aqueles que te ajudaram do que aqueles que te ferraram pra valer. Impressionante! Mas, deixa estar... deixa estar que eu uso band-aid, daqui uns dias, o machucado fecha e tudo fica bem. Tem que ficar, vai ficar. Tudo bem. Ufa! :)

Anna Carolina Moratto.  

Um comentário:

- maria isabella . disse...

é um anjo mesmo *-*