13.2.11

Uma saudade.


"Porque você se foi assim? " 

Em silêncio, eu suplicava para que não me deixasse e logo você, que sempre pediu para eu nunca te abandonar, partiu sem nenhuma explicação. Quebrou o contrato de  viver  na minha vida e, não pagou a multa. Me deu o prejuízo de sentir a sua falta e de implorar pra que você um dia, volte ou não.  Eu passei meses desejando você aqui, e o abismo que você criou dentro do meu peito, só Deus sabe. Dia após dia, eu me reerguia, com as lágrimas escassas, buscando qualquer tipo de coisa válida, só para suprir a falta que você me fazia. Pudera eu ter aquele alguém pelo qual eu conheci um dia. Ah! como você mudou, mudou tanto que não sei nem se o seu nome faz jus ao que você se tornou. E quem diria que eu e você já fomos corpo e alma, que já escrevemos uma quase história de amor e que hoje... - como me dói o hoje - não somos nada mais do que meros conhecidos.  Eu não sei se te perdi, ou se foi você que me perdeu, ou nos perdemos (?) As lembranças que tenho me faz tanto sorrir, quanto agonizar. Eu te fiz o meu tudo, e te amei como jamais consegui amar alguém, mesmo sem você saber. Entre o meu sentimento e a nossa amizade, eu não pensei duas vezes em escolher a nossa amizade. Até quando o amor fora arrancado pela raiz, eu continuei te amando, mas passei a amar como amiga. Nosso laço sempre foi muito forte, e porque razão haveria de arrebentar? Uma ironia essa vida, não? E eu que achei que te teria pra sempre em minha vida, fui obrigada a aprender que esse tal de " pra sempre " equivale a muito tempo e uma raridade é se chegar lá. Eu defino você em uma só palavra, S A U D A D E.  O seu abandono me fez crescer de forma precoce, também, sempre tão ingênua. Me apeguei tanto que quando desgrudou, era como se tivessem arrancando metade do meu ser. Senti tanto a sua falta, mais tanto! Lembrar das suas palavras, me cortava mais ainda. Como tudo isso já me judiou um dia. Já chorei demais por você que os meus sorrisos nos dias atuais, compensa toda a dor causada. E com o mudar das estações, meu coração aprendeu a se adaptar e a viver sem você. Talvez, um dia eu ainda clame pela sua volta, mas agora não. Me desculpe dizer, mas  o regaço foi tão grande que eu ainda sinto 99, 9 % do meu coração petrificado, o 1% restante representa a esperança de um dia, senti-lo bater por amor novamente. 

"Que eu te amei mais do que você jamais vai saber e uma parte de mim morreu quando eu deixei você ir."
OBS: É com muito custo que eu escrevo tudo isso, mas quando o coração enfraquece . . . não tem nada a se fazer que não seja, escrever.
 

6 comentários:

Hugo de Oliveira disse...

Texto belo...porém triste. Mas é uma tristeza bonita. Adorei.


abraços

Brunno Lopez disse...

É notável a entrega das suas palavras nesse texto rigorosamente triste mas que, de alguma forma, te liberta de alguma escolha que você decidiu fazer em nome de um amor inabalável que você sentia/sente.

Sabe, eu acredito que dedicar-se seja uma tarefa necessária mas sempre deveríamos pensar um pouco em como poderemos viver sem tal estímulo.

As pessoas normalmente escondem o prazo de validade dos seus sentimentos e acham divinamente bonito conquistar a atenção e encanto das outras num primeiro momento.

Admiro essa sinceridade em abraçar com verdades um sentimento por alguém. Isso é louvável. Mas acho que não precisamos depender tanto de outro ser humano para podermos dar bom dia para o sol.

O amor próprio é tão lindo quanto e ele é o imã mais sofisticado que existe para atrair o deslumbre do inesperado.

mila disse...

Este comentário foi removido pelo autor.

mila disse...

ain, que lindo :~
ai, flor, amei como está o seu blog agora, a fonte ficou muito fofinha.

se puder dá uma passadinha no meu blog. Tem um comunicado e eu conto com a tua ajuda.

beijos :*

Camilla disse...

Adorei seu blog e seus posts!
Este último é um pouco triste, mas a tristeza sempre nos dá a oportunidade para superar os maiores obstaculos. Encare desta forma, e tudo será mais fácil!
Bjos
Camilla
http://camillaalqualo.wordpress.com/

Alexandra disse...

*------*
Gente adoooreii. Parabéns pelo blog.
sempre me encanta.
Cherry.