27.7.12

Ele não é o cara-lindo-maravilhoso-gostoso, mas tem um coração bom. É gentil. Simpático. Humilde. Calmo. Fofo.  Homens assim me encantam. É obvio, ele me encantou. Ele é sincero e romântico e interessante. Amava conversar com ele, ele sempre ria das minhas bobagens e nunca me deixava sem graça, nem me reprimia. Eu estava começando a sentir algo. Então  pensei: " Se ele continuar a me tratar assim, acabarei me apaixonando."  E quanto mais eu pensava, mais eu apaixonava. Ele me ligava na hora que o time dele estava em campo só para saber como foi meu dia. -não, não pode ser - "Você não está assistindo o jogo? Estou, mas liguei para saber de você. Como foi seu dia? Agradável. Meu trabalho estava tranquilo. Enfim, foi bom. E o seu? Cansativo, mas estou bem. Me liga depois, é libertadores. E daí? E daí que é o seu time que está em campo. Não ligo muito, gosto de falar com você.."  É obvio que eu me encantei, ainda mais quando minhas amigas corintianas disseram: Mentira que ele te ligou na hora do jogo? Eu mandei meu namorado ir para aquele lugar na hora do jogo. E eu, particularmente, se fosse fanática em futebol desligaria o celular. Um homem que me liga na hora do jogo já é demais. Pensei comigo: Esse é pra casar! Declarei: Estou apaixonada. Que mulher não se apaixona ao acordar com mensagens eu-gosto-muito-de-você? Apaixonei mesmo. Amava a calmaria que ele me passava quando eu ligava estupefata. Amava a maneira como ele me tratava. Amava as N sms românticas. Amava até as crises de ciúmes. Estou apaixonada. Estou apaixonada. Estou apaixonada... Estaria apaixonada se não fosse ele sumir, simplesmente.   Claro, depois ele apareceu. Não entendi bem o que aconteceu. Só sei que a tal paixão passou. Pensei em te-lo como namorado. Pensei até que fosse o homem da minha vida. Fiz planos sabe? Planos de mulher boba e apaixonada. Invadi meu mundo de intensidade, mas quer saber? Passou. Não quero mais. "Você está empolgadinha demais, não te dou uma semana morato!" - já dizia um velho amigo. Minhas paixões, sempre tão rápidas, tão passageiras, nunca duram uma estação inteira.

Anna Carolina Morato.

4 comentários:

Amanda Oliveira disse...

Anna é sempre assim essas paixões que vão e vem www.mandaliveira.blogspot.com

Camila Saito disse...

Mais uma coisa é certa: esse sentimento vai ficar lá, guardadinho, esperando a primeira oportunidade que tiver. Vai saber, né? A vida é cheia de surpresas! :3

Jéssica disse...

Ei Anninhaa.. Tá lindo, viiu ??
Vai no meu tbm??
Beeijo :*

Brunno Lopez disse...

Independente do contexto, é sempre divertido vir aqui te ler.

Não mude seu discurso nunca, ele é único!